FanFictions Wonderland

Gostas de escrever e/ou ler FanFics? Então junta-te a nós e entra neste mundo de Kpop, Jmusic e fantasia ^-^
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 [Super Junior] MINE

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Seg Nov 15, 2010 10:43 pm

OMO~! Eu adoro esse carro *loves*

Então o ponto fraco do Eunhyuk é o irmão... o Hae...
Ele fica todo tão querido com o irmão... devia ser assim com a Yuna também u.ú Para ela é sempre tão... mau!
Afinal o que aconteceu ao Donghae? Quem é que o raptou? *curious*
Eu gostei da roupa e daquelas sandálias que a Yuna levou... So pretty ^^
Ai opá, a Yuna é tão submissa, sempre a chamar-lhe amo... aish!
Nhai *-* Eu acho que ela gostou da ideia de casar com o Hyuk...
Ele é parvo e não lhe dá ouvidos e pronto, iam quase levando um tiro! Fogo, se ela ficasse ferida eu nem sei *worries*
Gente perigosa *medo*

Nee, mais *loves*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
MiyaHaru
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 511
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 27
Localização : Porto. Portugal

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Qui Nov 18, 2010 11:04 pm

Thanks babes *.*
Uma nova reviravolta XD
As músicas de Donghae e Yuna são:
"Like a Star" de Taeyeon e The One. É linda *.*
" When I look at you" Miley Cyrus ( eu não gosto dela!!! mas a música e a letra é bonita e tem tudo a ver XD)
Aconselho a ouvir enquanto estão a ler XD
Espero que gostem!


Quando pensas que tens alguem que te ajuda a passar os maus momentos novamente és ferida... Porquê? Porque te esqueces que não passas realmente de um objecto nojento.


– Mexe-te – ele ordenou enquanto Yuna se sentava no seu colo deixando-se penetrar por o membro dele.
Os dois encontravam-se no escritório fazendo algo que já não faziam á mais de duas semanas devido a Donghae e ao negócio de Hyukjae.
– Sim Hyukjae sshi… – ele murmurou colocando as mãos nos ombros dele para se apoiar enquanto subia e descia.
– Mais rápido. – ele ordenou enquanto tocava no corpo dela.
– S..sim!! – ela urgiu sentindo as mãos possessivas dele agarrarem a sua cintura e aumentando o ritmo.
– Oh yeah…á quanto tempo… – ele disse entre gemidos roucos. – Tinhas saudades? – ele perguntou num sussurro ao ouvido dela que estremeceu com a pergunta devido ao arrepio na espinha.
– Ah…
– Responde! – ele disse apertando o traseiro dela.
– Sim!! – ela gritou sentindo a mão máscula dele acertar no traseiro.
– Sim o quê? – ele perguntou sorrindo e batendo novamente no traseiro dela, desta vez com mais força.
– Ah…Hyukjae sshi por favor dói!
Hyukjae sorriu e puxando-a mordeu o pescoço dela.
– Ahh!!! – ela gritou sentindo os dentes dele morderem a sua carne.
Voltou a bater no traseiro dela que voltou a suplicar que ele parasse.
– Tiveste saudades?
– Sim Hyukjae!!
– Desde quando falas para mim assim? Esqueceste-te quem eu sou? – ele ameaçou dando uma estocada forte dentro dela que urgiu e atirou a cabeça para trás.
– Desculpe!! – ela urgiu sentindo ele levanta-la ao colo e vira-la de costas para si, deitando-a sobre a secretária de barriga para baixo.
Ele roçou o membro em pedra no ânus dela que fez a mesma arregalar os olhos e se mexer.
– Hyukjae sshi não!!! Aí não!! – ela urgiu olhando para ele que tinha um sorriso quase sádico no rosto.
– Porque não? – ele perguntou fazendo beicinho.
– Porque é nojento e vai me magoar muito.
– Babe, já devias saber que adoro ver-te sofrer. – ele disse entrando no buraco proibido ouvindo um grito dela que mordeu o lábio inferior e quase cravou as unhas na madeira.
– Dói? – ele perguntou começando a estucar dentro dela que tinha a respiração bastante ofegante. – Vejo que sim. – ele disse finalizando numa gargalhada maquiavélica.
– Hy…Hyu…HYUKJAE shhi!!! – ela urgiu cerrando os dentes e sentindo quase o membro dele parti-la em dois.
Hyukjae puxou o cabelo dela fazendo a mesma urgir sentindo o seu corpo sendo levantando pelo puxão do cabelo.
– Quase… – ele murmurou aumentando ainda mais a velocidade.
Depois de duas ou mais três estocadas ele veio dentro dela que urgiu sentindo o liquido quente no seu ânus. Depois de gritar, espatifou-se na secretária molhada com o suor.
Com um gemido rouco Hyukjae saiu dentro dela e sentou-se na cadeira da secretária acendendo um cigarro e olhando o traseiro de Yuna de onde descia um fiozinho branco que pintava um quadro nojento e horrível.
– Levanta-te. – ele ordenou calmamente. – E veste-te. Tens de ir cuidar do meu irmão. – ele relembrou enquanto fumava.
Yuna tentou-se levantar mas voltou a cair sobre a secretária. Estava esgotada e depois daquela forte intrusão só queria dormir.

– Vais demorar? – ele perguntou.
Yuna arrastou-se pela mesa até se espatifar no chão.
– Hyukjae sshi eu não me sinto bem… – ela murmurou.
– Não me interessa. Levanta-te! – ele ordenou novamente.
Yuna com dificuldade levantou-se e vestiu a roupa interior e a camisa de noite, seguindo até ao quarto de Donghae que estava deitado a ler um livro.
– Yuna estás bem? – ele perguntou olhando a rapariga que parecia que ia morrer a qualquer instante.
– Eu estou bem. – ela disse tentando sorrir. – Precisa…sa… – Yuna não terminou porque caiu em redondo no chão.

Repentinamente Donghae levantou-se e colocou os dois dedos no pescoço dela para sentir a pulsação.
– Ela tem pulsação. – ele disse pegando nela e deitando-a na cama. – Yuna ah acorda. – ele chamou docemente mas sem ter resposta.
Ele deitou-se ao lado da morena e começou acariciando o rosto dela.
Como ela era bonita! A sua pele era tão macia e brilhante. Aos olhos de Donghae, Yuna era uma deusa. Talvez por terem passado quase as últimas 3 semanas juntos, ele havia se aproximado muito dela. Não a via como uma escrava, mas sim como uma rapariga bonita, querida e inteligente. Depois de todas as conversas que haviam tido, Donghae acabou mesmo por admitir que Yuna era uma rapariga interessante.

**********************************************

Durante a noite, Yuna dormia ao lado de Donghae. Ela abriu um olho e viu Donghae ao seu lado.
– AH! – ela urgiu acordando Donghae.
– O que se passa?! – ele perguntou olhando-a tremer.
– Donghae sshi… desculpe eu não sabia, desculpe eu vou para o meu quarto. – ela disse tentando-se levantar mas caiu no chão sem força nas pernas.
– Yuna! Estás bem?! – Donghae perguntou levantando-se.
– Sim mas minhas pernas…ai! – ela urgiu tentando-se levantar.
Donghae baixou-se sobre ela e pegou-a ao colo.
– Donghae sshi!? – Yuna urgiu.
O rapaz sorriu e deitou-a na cama.
– Dorme comigo. – ele pediu junto ao rosto dela.
– Dormir consigo mas…
– Yuna eu sinto-me sozinho por favor…
– Mas o Hyukjae sshi não vai gostar se eu não estiver no meu quarto.
– Do meu irmão cuido eu. – ele acalmou-a deitando-se ao seu lado e aproximando-se dela que estava de costas para si.
Calmamente Donghae aproximou-se das costas dela. Yuna ia jurar que sentiu o coração dele bater que nem um louco nas suas costas.
– Como podes amar o meu irmão Yuna? – ele perguntou junto do ouvido dela.
– Não sei…
– Tu não o amas Yuna, tu pensas que o amas porque ele teu amo e tu estás obcecada nele.
– Obcecada? Então porque choro quando ele não me fala? Porque sinto a falta dele quando ele não está?! – Yuna perguntou numa voz tremida.
Donghae virou-a para si e limpou-lhe as lágrimas.
– Porque não tens ninguém a não ser ele.
– Mas agora eu tenho te a ti não tenho? – ela perguntou.
Ele olhou-a em silêncio para depois responder.
– Tens sim. Eu tenho te a ti? – ele perguntou aproximando-se dela.
Yuna arregalou os olhos vendo-o tão próximo. Donghae era um rapaz lindo. Os olhos dele pareciam brilhar na escuridão. Os lábios dele eram tão prefeitos. Tudo combinava e resultava num rapaz atraente.
– Sim. – ela respondeu deixando o rapaz capturar os seus lábios de uma maneira suave e muito diferente de Hyukjae.
Quando se separaram Donghae sorriu e abraçou-a, enquanto Yuna ficou em choque.
»Oh meu deus! Estarei a gostar do Donghae?!» ela pensou pousando a cabeça no peito dele.

**********************************************

Com os meses a passar Yuna cada vez sentia mais falta da sua familia, e hoje...Hoje a sua pequena irmã fazia anos. Quem lhe dera estar presente. Yuna pensava nisto no seu quarto quando sentiu o seu estômago roncar.
– Eu tenho de comer. - Yuna disse saindo do quarto.
Yuna já não comia á muitas horas. Assim decidiu encaminhar-se até ao escritório, batendo na porta do mesmo calmamente.
Yesung abriu a porta e olhou-a com um olhar interrogativo.
– Quem é Yesung? – Hyukjae perguntou.
– Sua escrava.
– O que queres? – ele perguntou olhando a morena.
– Hyukjae sshi eu tenho fome. Eu ontem não comi nada e…
– Vieste interromper uma reunião só porque tens fome?
– Bem…sim é que… – ela tentou sentindo-se nervosa.
– Volta para o teu quarto. – ele ordenou com um tom um pouco severo.
– Sim senhor. – ela disse fazendo uma vénia.
Yesung bateu a porta e Yuna suspirou.
– O que foi? – ouviu uma voz perguntar atrás de si.
– Oh Donghae sshi…
Desde o beijo deles, os dois estavam um pouco afastados. Talvez porque Yuna tinha medo que Hyukjae descobrisse ou então tinha medo de se apaixonar por Donghae. Mas será que já não era tarde de mais? Donghae era uma pessoa querida que se preocupava com ela. Ele conseguia fazê-la sorrir algo que Yuna não havia feito nos últimos 6 meses que estava fechada naquela mansão.
– O que se passa?
– Ah nada. – disse avançando para o seu quarto.
Donghae seguiu-a e entrou no quarto.
– Porque foges de mim? – ele perguntou entrando no quarto atrás dela.
– Eu não fujo de ti eu só…
– Não mintas, desde a semana passada que não falas comigo, foi por causa do beijo?
– Donghae sshi eu não quero piorar as coisas.
– Piorar o quê? – ele peguntou enquanto se aproximava dela que bateu na janela.
– Piorar tudo! Eu não quero que o seu irmão fique chateado eu...
– Yuna ah eu amo-te.
Yuna arregalou os olhos.
– Donghae sshi isso é impossivel.
– Não é. - ele disse chegando junto do rosto dela. – Eu sei que sentes o mesmo.
– O que adianta se sentir Donghae sshi?! - urgiu ela entre lagrimas.
Donghae aproximou-se e puxou-a para outro beijo. Yuna entregou-se de corpo e alma, beijando o rapaz de volta que sorriu.
Repentinamente a porta do quarto abriu-se e Yuna empurrou Donghae virando-se para a janela.
– Donghae que fazes aqui? – perguntou Hyukjae entrando no quarto.
– Ah Hyung estás ai! Eu vim á tua procura, pensei que estivesses com a tua escrava.
– Ah não! Tenho coisas mais importantes para fazer fish! Tenho negócios a tratar, ela é só um objecto. – Hyukjae falou como se Yuna não estivesse no quarto.
– Sim já reparei também! – Donghae disse explodindo numa gargalhada. – Ela não passa mesmo de um objecto, um objecto nojento.
Yuna olhou Donghae com um olhar magoado.
– Para onde estás a olhar? – Hyukjae discutiu.
– Desculpe senhor.
– Fish sai um pouco, quero ter uma conversa com a escrava.
– Sim hyung. – Donghae sorriu saindo do quarto deixando os dois sozinhos.
«Ele usou-me?» Yuna pensou olhando o moreno sair.
– Que seja a ultima vez que interrompas uma reunião só porque tens fome, estamos entendidos?
– Sim Hyukjae sshi. - ela disse virando o rosto.
– O que se passa? – ele perguntou olhando o olhar molhado dela.
– Nada. – ela disse virando-se de costas para ele que se aproximou dela e abraçou-a por trás.
– Aish Yuna quando aprendes? Quando faço uma pergunta tu tens de responder. – ele disse num tom de gozo.
– A minha irmã faz anos hoje e eu não vou estar presente, sinto tanto a falta da minha família. – ela disse abraçando o seu corpo e soluçando.
– Veste algo, vamos sair. – ele disse depositando um beijo no rosto dela, ignorando a lamentação dela.
– Sim Hyukjae sshi. – ela disse com uma voz tremida.
Hyukjae saiu do quarto e deixou-a sozinha enquanto a mesma vestia umas calças de ganga e uma camisola de gola alta negra.

– Amo estou pronta. – ela avisou batendo na porta do quarto dele.
– Vai indo para a sala e espera lá por mim. – Hyukjae ordenou do lado de dentro.
– Sim.
Yuna sentou-se no sofá esperando o amo.
– Onde vais? – Donghae perguntou aproximando-se com uma sande na mão.
– Sair com o meu amo. – ela respondeu secamente.
– Tu não acreditaste naquilo que eu disse pois não?
– Referes-te ao objecto nojento? Se calhar é isso que eu sou, um objecto que todos aqui se podem aproveitar, um objecto que dizem que o amam só para brincarem porque ele não tem sentimentos.
– Yuna eu só disse isso para o meu irmão não desconfiar. – ele disse aproximando-se.
– Afasta-te. Pelo menos o teu irmão não me mente. – ela disse olhando-o com lágrimas nos olhos.
– Yuna vamos. – Hyukjae disse descendo as escadas.
– Sim amo. – ela disse levantando-se sobre o olhar de Donghae que pegou no seu telemóvel e marcou um número.

– Sim é o Donghae, o Hyukjae acabou de sair com a rapariga. Vou aproveitar agora para ir ao escritório procurar algo.
Ok , recebido.
Donghae desligou a chamada e levantou-se do sofá seguindo para o escritório.

You Are Mine...
My Pretty Slave...


Gostaram?! É um pouco grande mas espero que gostem XD
Comentem para eu ficar contente! XD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Qui Nov 18, 2010 11:50 pm

Hyukjae... seu... seu... nojento!!!!
Aish! que raiva dele... porco tarado!
Eu não acredito que ele obrigou a Yuna a fazer aquilo Evil or Very Mad
Tadinha da Yuna... até fiquei com um aperto no peito quando ela ficou tão mal que quase nem se conseguiu levantar... e depois desmaiou!!! E o Eunhyuk como se nada fosse! Aish! Parvalhão *espanca*
E depois ainda lhe negou comida! Grrrr...!
Nhai *-* Momento cute entre a Yuna e o Hae *-*
Mas, algo me diz que o Eunhyuk não vai gostar nada do envolvimento dos dois... ai isto ainda vai dar para o torto *worried*
Será que é desta que ela encontra alguém que goste dela e a trate bem? Hope so...

Opá, não gostei do facto do Hae ter apoiado o Hyuk.
Não sei se ele disse a sério ou mentiu para não levantar suspeitas, mas também não era preciso ser tão bruto!
Vê-se mesmo que são irmãos... farinha do mesmo saco --'

Ok, aquele telefonema foi muito suspeito...
O Hae está do outro lado? Está a tramar contra o Eunhyuk?
Fiquei tão curiosa *-*

Continua please *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
Nayomira
Pro Writer
avatar

Mensagens : 357
Data de inscrição : 06/09/2010
Idade : 28
Localização : Somewhere around..

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Sex Nov 19, 2010 12:25 am

odeio cada vez mais aqele atrasado mental do hyukjae! a serio! qe nojo de gajo!!!! aiiiiii qe bigorna eu lhe mandava naqela cabeçaaaa!!!! --'
anyway...o donghae anda a tramar alguma.....gostei!!!! continua! =P
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dbskportugal.forumeiros.com/portal.htm
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Sex Nov 19, 2010 3:40 pm

aaaai aquele carrooo *morre*
Fogo, ele parecia tao melhor com a chegada do irmao e a defender a yuna no apartamento.. -.-
é mesmo porco, trata-a mesmo de uma forma nojenta e ela ainda anda para ali toda burra a aturar hyuks anormais e ainda fica toda contente por foder com ele. fogo ele mete-me nojo mas ela ainda mais quando mostra que gosta dele.
UH O DONGHAE É BOOOOM
E VAI TRAMAR O IRMAO
eheheh *happy*
continuaa!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
LaLa
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Sex Nov 19, 2010 9:47 pm

C'um filha da porca , mas que grosseiro , ela só pode estar podre de drogada para dizer que gosta dele
Ai aquele kiss kiss foi tão fofinho da Yuna com o Donghae
O Dong vai salvar a Yuna
Mete-lhe os Eunhyukinhos para dentro
Vai haver cabeças a rolar no chão .. .


Continua sim ?^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MiyaHaru
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 511
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 27
Localização : Porto. Portugal

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Sex Nov 19, 2010 11:28 pm

Thanks meninas *.* Vocês são umas queridas ^^
Este não é muito grande e não acontece grande coisa.



As pessoas mudam? Será? Algum dia ele mudará?

Hyukjae parou o carro branco de vidros fumados em frente ao território dela.
– O que estamos aqui a fazer? – ela perguntou receando o pior olhando a sua velha casa.
– Não tinhas saudades?
– Não estou a entender.
Hyukjae apontou em direcção á porta que se abriu e de lá saiu sua irmã sorridente.
– Oh… – ela olhou colocando a mão na boca.
Yuna ia abrir a porta do carro mas Hyukjae parou-a.
– Lembra-te, estás morta. – ele disse.
Yuna colou-se ao vidros negros do carro olhando a menina brincar.
– Como te prometi eles estão bem. – ele disse.
– Omoni, appa… – ela murmurou vendo os pais saírem com a menina. – Eu só quero abraça-los. Hyukjae por favor…
– Yuna controla-te. Como achas que eles ficariam se vissem a sua filha que enterram á 1 mês atrás?
Ele tinha razão, seria um choque enorme. Mas ela queria imenso sentir aqueles carinhos que sua mãe lhe dava.
– Eu venho já. – ele disse saindo do carro depois das 3 pessoas estarem numa distância segura da casa.
Yuna viu-o pegar num embrulho e colocá-lo dentro da pequena entrada que era coberta por um portão de chapa velho e ferrugento. Ele voltou a entrar no carro e Yuna olhou-o preocupada.
– O que era aquilo?! Tu prometeste que…
– Calma Yuna, é somente uma boneca para a tua irmã.
Ou aquele não era o Hyukjae ou ela estava a sonhar. Um sonho em que o Hyukjae era boa pessoa.
– Obrigado Hyukjae sshi. – ela disse olhando o vidro.
– Apenas queria que visses que cumpri com a minha palavra. – ele disse ligando o carro e afastando-se daquele lugar.
Enquanto conduzia olhou a morena que olhava pela janela com um sorriso. Hyukjae não entendeu mas naquele momento sentiu um calor enorme dentro de si por ver o sorriso dela.

Eles chegaram a casa e Hyukjae deu permissão para Yuna comer. Ela rapidamente correu para a cozinha e comeu o bolo inteiro que estava em cima da mesa, comendo outros alimentos, porque não sabia quando voltaria a comer novamente.
Hyukjae subiu até ao seu quarto e tomou banho. Em seguida seguiu até ao seu escritório e encontrou a porta entreaberta. Entrou e encontrou o seu irmão mais novo mexendo nas suas gavetas, algo que ele odiava.
– Donghae o que estás a fazer?
– Ah Hyung não sabia que já tinhas chegado.
– O que estás a fazer?
– Estava…estava á procura de um charuto. – ele mentiu.
– Já te disse que não quero que fumes, faz te mal. - Hyukjae disse sentando-se na sua cadeira.
– Oh hyung por favor só um. - Donghae pediu fazendo expressão de cachorrinho querido.
Hyukjae suspirou e abriu a última gaveta da secretária retirando um charuto importado.
– É o último.
– Obrigado hyung! – ele agradeceu abraçando Hyukjae.
– Ok ok ok larga-me! – ele disse sorrindo.
– Antes gostavas do meus abraços hyung!!
– Antes! Dizes-te bem! Agora sou um adulto!
– Só se for de corpo e mesmo assim. - Donghae disse explodindo numa gargalhada.
– Cala-te pirralho! – ele disse agarrando Donghae que deu uma gargalhada sentindo as mãos de Hyukjae atacarem os seus pontos máximos onde sentia cócegas.
– Eu não sou pirralho, só sou um ano mais novo!! – retribuiu empurrando-o com uma gargalhada.
– Lá está continuas a ser o meu pirralho! – ele disse empurrando para o chão e caindo os dois rindo.
– Ah hyung senti a tua falta. – Donghae disse olhando o irmão ao seu lado.
– Eu também fish! – ele disse ajudando o irmão mais novo se levantar e abraçando-o, remexendo o seu cabelo divertidamente.

– AHHH!!!! Menino Hyukjae!! – eles ouviram a voz esganiçada da empregada. – Menino HYUKJAE!!! – ela gritou abrindo a porta de lanço.
– O que aconteceu?!?! – ele perguntou olhando a mulher toda descomposta.
– Uns…uns…h…
– Desembucha mulher!!!
– Uns homens levaram a menina Yuna!!!
– O QUÊ?!?! – Hyukjae gritou descendo as escadas em direcção á cozinha que estava toda desarrumada.
Quando entrou na cozinha viu um bilhete em cima da mesa:

“ Eu disse que seria melhor ouvir os amigos. Não lhe parece?”
Hyukjae amarrotou o papel entre as suas mãos tremendo de raiva olhando a janela da cozinha partida.

– Hyung o que lhe aconteceu?!? – Donghae perguntou entrando na cozinha com o resto da organização.
– A Yuna foi raptada pelo Mishimaru!!! – ele disse pontapeando a mesa.
– Calma Hyukjae shhi nós vamos encontra-lo. – Siwon disse numa tentativa de acalmar o chefe mas só piorou.
– Oh espero que sim porque senão está tudo fodido! – ele disse saindo da cozinha e pegando no telemóvel.

*********************************************

– Aish, porque me dói tanto a cabeça? – Yuna perguntou olhando em redor e olhando a escuridão á sua volta, enquanto ela estava presa numa cadeira. – AH!! Hyukjae sshi!! Por favor!!! Eu tenho medo… – ela disse pensando que seu amo a tinha prendido naquele lugar.
– Finalmente acordaste. – ela ouviu uma voz masculina no escuro, mas no entanto aquela voz era-lhe desconhecida.
– Quem és tu? – ela perguntou no escuro sem puder ver a pessoa.
– Dormiste quase durante dois dias, a droga faz milagres. – ele disse ignorando a pergunta dela.
– Quem és tu?! – ela perguntou novamente.
– O teu pior pesadelo. – ele disse numa tentativa de assustar mas não resultou porque a mesma explodiu numa gargalhada.
– O que me vais fazer? Foder? Chicotear? Queimar? Morder? Ah já passei por tudo isso. – ela disse num sorriso.
Nesse momento, ela sentiu uma arma na sua cabeça e um objecto afiado nas suas costas.
– Minha querida achas que sou meigo?
– Quem és tu? – ela perguntou novamente.
– Kyuhyun muito prazer.
– Porque me queres fazer mal?
– Oh porque o teu namoradinho disse não ao meu pai e portanto acho que merecia um castigo.
– Que castigo? Matar-me? Força! Ele não quer saber de mim, aliás ninguém quer.
– Ui que pessimista…
– Realista! Sério poupa o teu tempo e mata-me já.
– Tão apressada porquê?
– Porque sei que ninguém me vem salvar. – quando Yuna terminou de falar ouviu um estrondo e uma luz iluminou o local antes escuro.
Não podia ser, ela não acreditava no que os seus olhos viam.
– Hyukjae sshi?
– Aproximas-te ela morre. Escolhe. – Kyuhyun ameaçou.
Hyukjae sorriu e estalou os dedos. Siwon e Leeteuk entraram no que parecia um armazém, com Mishimaru a sangrar.
– Fazemos a troca? – Hyukjae provocou.
– Huh… inteligente Hyukjae.
– Poupa-me de elogios Kyuhyun, é agora ou nunca. – ele ameaçou colando a arma na cabeça do pai.
– Meu filho…por favor… ajuda-me…
Kyuhyun sorriu e apontou a arma para o próprio pai disparando e matando-o, deixando Yuna em choque.
– Tu matas-te o teu próprio pai?! – Yuna exclamou olhando Kyuhyun que a forçou a olhar para a frente.
– E agora Hyukjae? O que fazes?
Hyukjae sorriu e a última coisa que Kyuhyun sentiu foi uma arma nas costas que disparou. A refém gritou quando sentiu o corpo inanimado do seu raptor cair sobre si. Olhando para trás, Yuna viu Yesung com uma arma na mão e com um sorriso. Depois de disparar ele baixou-se e arrebentou as cordas que a prendiam. Quando se viu solta, Yuna correu até Hyukjae.
– Ele fez-te alguma coisa?
Ela negou com a cabeça.
– Ainda bem. Vamos embora.

Quando saíram do armazem tinham á sua espera, 10 homens não muito contentes.

– Tu matas-te o nosso líder! – um deles falou.
Hyukjae suspirou e olhou Yuna.
– Esconde-te ali e só saís quando eu mandar, entendido? – ele ordenou apontando para trás de uns contentores.
Yuna assentiu e correu para trás dos contentores, aninhando-se lá. Ela ouviu gritos e tiros, parecia uma guerra, era algo bastante assustador. Ouviu um grito e um corpo a cair perto de si. O homem tinha sangue na boca e os olhos bastante abertos que indicava que estava morto. Aqueles olhos, olhavam-na de uma maneira assustadora.
Yuna cobriu a cabeça com as mãos tentando não ouvir os seus pensamentos.

Tu tens culpa!

– Não…

Ele vai morrer por tua causa

A boca do morto parecia mexer, parecia que a sua mente era aquela pessoa alí deitada.

Não gostas dele?! Ele vai morrer na tua frente!!!

– Não! Não é verdade!! – ela disse agarrando novamente a cabeça e chorando enquanto tentava negar com a cabeça.

Tu trazes mortes! Tu! MATASTE-ME!!

– NÃO!!

Tu és dele! Ele por ti irá matar!! TU ÉS UMA ASSASSINA!!!

– Yuna!! – Donghae chamou-a ouvindo os gritos dela.
Donghae livrou-se de um dos homens com um pontapé e correu até ela.
AHAHAHAHAH
Uma gargalhada entoou na sua mente e na sua visão, o morto ria-se para ela, era algo arrepiante de se ver.

– YUNA! – Donghae baixou-se sobre ela abanando-a.
– NÃO!
– YUNA!! - ele gritou novamente.
– Donghae!! Ajuda-me!! – a morena gritou olhando-o.
Donghae ajudou-a levantar-se. Yuna olhou em redor vendo os corpos dos inimigos todos no chão. Ela observou Hyukjae se aproximar com sangue no rosto e no ombro.
– Hyung estás ferido! – Donghae exclamou olhando o ombro do irmão.
– Foi só de raspanço.
Yuna olhou Hyukjae e correu até ele, abraçando-o.
– Ah… – Hyukjae gemeu de dor com o forte abraço dela. – Yuna estás doida!? – ele discutiu.
– Hyukjae sshi é tudo por minha causa…estás ferido por minha causa…aquele homem morreu por minha causa…eu… – Yuna explodiu em lágrimas.
– Vamos embora, Donghae leva-a no teu carro. – Hyukjae pediu livrando-se do abraço dela.
Donghae aproximou-se dela e abraçou-a.
– Está tudo bem Yuna. – ele disse num sussurro ao seu ouvido.
– Eu feri o meu dono – ela murmurou sentindo Donghae colocar seu braço por cima do ombro dela.
– Calma Yuna, o hyung está bem. – Donghae disse numa tentativa de o acalmar ajudando-a a entrar no carro. – O raptor fez-te algum mal? – Perguntou depois de entrar no carro.
– Não.
Yuna olhou o rosto ferido dele e aproximou-se dele, beijando a ferida no seu rosto.
Donghae gemeu, sentindo os lábios dela na ferida aberta.
– Donghae? – ela chamou depois do gesto.
– Hum? - ele perguntou virando o rosto para ela.
– Desculpa por ter sido bruta para ti.
– Eu disse aquilo somente para o meu irmão não desconfiar Yuna. Eu realmente gosto muito de ti.
– Mas eu amo o teu irmão. – ela disse ouvindo um suspiro dele. – É verdade! Ele ultimamente tem sido bom para mim.
– Yuna tu não sabes o dia da amanhã, não penses que o meu irmão vai ser querido para ti porque não vai. – ele disse ligando o carro.

You Are Mine...
My Pretty Slave...


Espero que tenham gostado ^^
Sorry alem de ela ser raptada não acontece grande coisa mas no proximo vão acontecer descobertas impressionantes ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Sex Nov 19, 2010 11:51 pm

OPAAAA
PÁRA DE GOSTAR DELE!!
ela abraça-se a ele e ele todo estupido "leva-a no teu carro! nhanhanha!" pfff nojento pah.
Nao consigo conformar-me que eles possam fazer um bom par pah e que o eun mude u.u
devia morrer! e a yuna ficar com o donghae que se importa mesmo por ela!
Acho eu... nem disso tenho a certeza qe ele é uma incognita tambem!
ai, ela devia era fugir para longe e começar tudo de novo! tem tanta oputornidade em que é deixada sem resguardo na rua e só quer saber do amo e o amo e o amo... fogo, que miuda mais submissa e miseravel u.u
isto é tao great xD
Continuaaa!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
Nayomira
Pro Writer
avatar

Mensagens : 357
Data de inscrição : 06/09/2010
Idade : 28
Localização : Somewhere around..

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Sab Nov 20, 2010 1:16 am

eh pah! esta gaja ja me ta a meter nojo com a merda do amor pelo atrasado mental do "amo"!!!! e levares o sindrome de estocolmo pa outru sitio, parvalhona? oh meu su...--'
anyway! isto ta um maaximo! continua! =P
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dbskportugal.forumeiros.com/portal.htm
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Sab Nov 20, 2010 2:36 pm

Wow! Algo não está bem aqui... o Eunhyuk levou a Yuna a ver a família e levou uma boneca para a irmã dela? Inacreditável O.o
E ele sentiu um calor quando ela sorriu?
Será que as coisas andam a mudar?
Eu tenho esperança que ele ainda se torne uma pessoa fofinha para a Yuna *sonha*
Gosto mesmo de ver a relação do Hyuk com o Hae *cute*`
OMO~!! Raptaram a Yuna! Crying or Very sad
Tinha de ser o Kyuhyun... Adoro o facto de ele ser sempre o mauzão das fics xD
Opá, como é que ele foi capaz de matar o próprio pai?
Aish! Tadinha da Yuna... ela ficou transtornada com aquilo tudo... nee, a culpa não é dela!!
E agora a Yuna e o Hae...

Continua , please *-*
Isto é tão emocionante ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
LaLa
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Sab Nov 20, 2010 7:46 pm

Awesome , o Eun anda a amulecer sim senhora
E ele não desconfiou nem um bocadinho do irmao andar a mexer nas coisas dele ??!!?? okey
Aquele momento com coceguinhas foi cute
O Kyu raptou a Yuna . Bad bad boy Cool
E matou o pai . Bad bad boy ao quadrado
Ela não ama nada o Eunhyuk , ela ama è a foda ... *tosse* as prendas que ele lhe dá
Ohohoh olha o Donghae já a marcar território ~

Continua Miya
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MiyaHaru
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 511
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 27
Localização : Porto. Portugal

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Seg Nov 29, 2010 12:30 am

Thanks girls ^^
A Yuna está a tocar esta música:
Spoiler:
 
Depois vocês irão preceber XD
E sorry este tem de ser grande XD


A associação entrou na enorme mansão e Hyukjae desviou os olhos para o seu irmão e Yuna que se olhavam de maneira diferente. Yuna sorriu para Donghae enquanto o mesmo retribuiu o sorriso. Aquele sorriso que o irmão tinha no rosto…parecia um sorriso apaixonado. «O que se passa?!» Hyukjae perguntou-se olhando os dois.

– Yuna! - Hyukjae chamou.
– Sim! – ela apressou-se a chegar perto de Hyukjae.
– Vamos para o quarto. – ele disse puxando-a.

Donghae olhou os dois afastarem-se e subiu até ao seu quarto. Entrou no mesmo e atirou-se na cama, pensando no que o seu irmão queria com Yuna. Teria descoberto algo?
No entanto, Donghae tinha assuntos mais importantes para pensar no que na escrava. Uma vibração sobre a madeira chamou a sua atenção. Pegando no telemóvel atendeu-o ouvindo a voz do seu amigo.

– Donghae, como estão as coisas?
– Ah Sungmin! Estão bem.
– Sério? Conseguiste algo?
– Sim, o meu irmão e o resto da organização acabaram de matar Kyuhyun.
– Kyuhyun?! Aquele que procurávamos?
– Yap. Yesung matou-o.
– Menos trabalho para nós. Mas já tens informações?
– Claro que sim. Temos de marcar um encontro para te dar as fotocópias que tirei.
– Ok, amanha de manhã perto do centro de Seul no café do costume?
– Ok, avisa o chefe Kangin que consegui o que ele procurava.
– Aviso sim, até manha.
– Até manha Min.
E desligou a chamada, levantando-se e pegando nuns papeis que tinha dentro do armário, papéis importantes.

Enquanto isso, Hyukjae entrou no quarto com Yuna, atirando-a para dentro do mesmo.
– Á algo que eu deva saber? – ele perguntou se aproximando dela.
– Refere-se?
– Yuna….Yuna não te esqueças a quem pertences.
– Eu não es…
– O que se passa entre ti e o meu irmão?
– Nada Hyukjae sshi! O que acha que se passava? – Yuna respondeu nervosa.
– Se eu sei que alguém em vez de mim toca nesses lábios, hum estás lixada. – ele ameaçou com um sorriso.
– Não se preocupe, meus lábios, meu corpo e tudo de mim é seu.
– Espero que isso não seja somente palavras.
– Estou a falar a verdade Hyukjae sshi. – ela disse tocando de leve no peito dele, conseguindo a atenção dele que olhou os pulsos roxos dela. – As cordas estavam muito apertadas. – ela respondeu enquanto ele tocava de leve na marca roxa.
Em seguida, Hyukjae fez algo que fez o coração dela bater que nem um louco. Ele levantou as mãos delas e beijou levemente as marcas ouvindo um pequeno gemido doloroso dela.
– Hyukjae sshi… – ela murmurou deixando cair as mãos ao longo do seu corpo magoado e beijou-o suavemente com medo de magoar os lábios feridos dele.
Normalmente quem tomava iniciativa era sempre Hyukjae no entanto desta vez havia sido um passo de Yuna que não deixou de sentir-se mal pelo Donghae. O que se passava com ela?! Era possível amar dois homens? Não, ela não podia amar o Donghae, ela só podia amar seu amo, mais ninguém. Se calhar Donghae tinha razão, tudo não passava de uma obsessão. Mas porque o seu coração batia tanto?
O beijo repentinamente tornou-se mais necessitado e Yuna embateu na parede atrás de si. Hyukjae desceu dos lábios dela e atacou o pescoço, beijando-o.
Apesar de só ter passado dois dias Hyukjae sentia falta daquele perfume, daquela pele. Tudo em Yuna era um vício para ele.
Ela colocou a mão na nuca dele para aprofundar mas aquela sensação maravilhosa no seu pescoço. Da nuca desceu para o ombro onde ele tinha a ferida, ouvindo um gemido de dor dele.
– Ah Hyukjae sshi deixe-me cuidar disto. – ela disse colocando as duas mãos no peito e afastando-o.
– Cuidar do quê? – ele perguntou levantando uma sobrancelha.
– Cuidar da sua ferida.
– Não é preciso. – ele disse voltando a aproximar-se dela.
– Mas! Hyukjae sshi pode infeccionar. – ela disse ainda segurando-o.
– Eu disse que não era preciso.
– Por favor Hyukjae shhi pode piorar… – ela implorou olhando-o.
– Ok.
– Eu vou-lhe ligar a água para poder tomar banho ok?
– Sim. – Hyukjae respondeu olhando-a dirigir-se á casa de banho, seguindo-a.
– Já está! – ela avisou virando os calcanhares e encontrando-o sem camisa e dentro da casa de banho fechando a porta da mesma. – Hyukjae sshi?
– Toma banho comigo. – ele ordenou aproximando-se e retirando a roupa dela que quando se viu nua cobriu-se com os braços.
– Hyukjae eu não sei se é boa ideia está ferido e… – Yuna não terminou porque uns lábios a impediram de a continuar.
– Hyukjae sshi! Por favor! Está ferido! – ela disse tentando encontrar algum senso enquanto Hyukjae retirava as suas calças negras.
– Yuna é só um corte. – ele explicou tirando os seus sapatos e as sua meias.
– Mas é um corte profundo. – ela disse sentindo ele levanta-la do chão e coloca-la na banheira, entrando em seguida para perto dela que se colocou debaixo da agua quente.
Lentamente, Hyukjae aproximou-se dela, simplesmente olhando-a e tocando-a suavemente.
– Hyukjae sshi… – ela murmurou indo ao encontro do carinho do seu amo e olhando o rosto com um hematoma.
Ele aproximou-se dos lábios dela e beijou-os. Por muito que Yuna tenta-se aclamar o beijo, Hyukjae acelerava.
As mãos dos dois passavam pelo o corpo do parceiro suavemente, conhecendo-o mais aprofundadamente.
– Yuna… – ele sussurrou ao ouvido dela quando a mão dela delicada dela passou, sem quer, pelo seu membro ainda coberto pelos os boxers negros. – Eu preciso tanto de ti. – ele disse beijando o pescoço dela, agora mais docilmente.
O coração de Yuna mais uma vez disparou com a confissão e um sorriso mostrou-se no belo rosto dela.
Ela agarrou o rosto dele em suas mãos e beijou-o debaixo da água que caía sobre os corpos necessitados.
Enquanto a beijava, Hyukjae baixou os boxers libertando o seu membro visivelmente excitado.
– Tu és minha, minha Yuna. – ele disse provocando-a, roçando o seu membro na intimidade dela que parecia tremer de desejo.
– Sim Hyukjae eu sou tua, por favor entra. – ela pediu apoiando-se nele e erguendo uma perna para dar passagem a Hyukjae para entrar dentro dela.
Sem pensar duas vezes o seu amo entrou dentro dela da maneira que ela gostava.
– Ahhh Hyukjae! Mais! – ela implorou tentando se agarrar somente a um ombro visto que o outro estava ferido. Para a mesma não cair, Hyukjae entrelaçou o seu braço na cintura fina dela, beijando um dos seios dela levando-a quase á loucura.
– Diz que serás minha! – ele ordenou aumentando as estucadas dentro dela.
– Eu sou e serei sempre tua Hyukjae!
– Isso, Yuna geme, eu quero te ouvir gemer!
– Ah Hyukjae…mais…mais!! – ela urgiu espetando as unhas no ombro dele sentindo-se escorregar na banheira.
Com o desequilíbrio de Yuna, Hyukjae para não a deixa cair colocou a outra mão na parede para se apoiar, sentindo sua escrava fraca por baixo de si.
– Hyukjae! Eu vou ca… – ela reclamou largando ombro do amo e agarrando em seguida ao seu pescoço provocando o rugido do amo que depois a levantou no seu colo e a encostou na parede sentindo as pernas dela circundar a sua cintura.
Ele continuou a estucar dentro dela cada vez mais rápido e mais rude, ouvindo e concedendo as suplicas dela.
Ele levantou o rosto e enquanto estucava dentro dela olhou o rosto molhado dela. Os dois ficaram a olhar o rosto um do outro. Yuna sorriu para ele e tocou no seu rosto suavemente e carinhosamente.
– Sarangheyo Hyukjae sshi. – ela confessou sobre o olhar dele que arregalou os olhos ouvindo a rapariga.
Depois de algumas estocadas violentas, ele finalmente desfez-se dentro dela.
– Ah!! Hyukjae sshi! – Yuna gritou agarrando-se a ele.
Ele gemeu roucamente e saiu dentro dela segurando-a para a pousar em segurança na banheira. Quando as suas pernas desceram e seus pés entraram em contacto com a banheira, Yuna sentiu-se trémula e abraçou novamente o pescoço de Hyukjae.
– O que se passa? – ele perguntou segurando-a e levando-a novamente para debaixo de água.
– Não sei…não me consigo segurar. – ela disse ainda apoiando-se no pescoço dele.
Os dois ficaram debaixo de água por mais alguns minutos, até Hyukjae desligar a água e sair da banheira com Yuna ao colo, que mais uma vez estranhou o tratamento.
Ele entrou no quarto e deitou-a nua sobre os seus cobertores vermelhos.
– Está frio… – ela disse cobrindo-se com as mãos. – Amo posso me deitar por baixo dos cobertores?
– Podes. – ele disse enquanto vestia uns boxers.
Ela rebolou na cama e abriu os cobertores, gatinhando nua para debaixo dos mesmos. Depois de estar coberta, ela revirou os olhos para Hyukjae que punha uma pequena ligadura no ombro para depois vestir uma camisa negra.
– Amo?
– Hum?
– Onde vai? – ela perguntou.
– Desde quando tenho de dar satisfações á minha escrava?
– Desculpe, só estava preocupada porque como está ferido pensei que ficasse comigo.
Hyukjae sorriu e aproximou-se dela beijando de leve os lábios dela.
– Descansa, não te preocupes. – ele disse beijando agora a testa dela.
– Sim. – ela disse fechando os olhos lentamente.
Quando Hyukjae se calçava olhou a sua escrava que já dormia descansadamente.
«Ela ama-me? Nunca ninguém me amou…Nem os meus pais…» Hyukjae pensou olhando Yuna.

**************************************

Na manhã seguinte, Donghae desceu as escadas da mansão para se encontrar com o seu amigo Sungmin. Ouviu uma linda melodia sendo tocada da sala onde existiam alguns instrumentos. Alguém tocava o antigo piano que pertencia á sua mãe. Ele encaminhou-se até á sala e abriu a porta que estava encostada, encontrado Yuna a tocar piano.
A melodia era linda. Imagens da infância da sua invadiram a sua mente. Quando sua mãe se sentava naquele piano branco e tocava maravilhosas músicas para si e para o seu irmão.
Yuna olhou-o e parou de tocar, acordando-o dos seus pensamentos.
– Não sabia que sabias tocar piano.
– E não sei, aprendi quando eu era mais nova através de uma senhora que ajudava a minha familia, mas pouco me lembro.
– Não parece, tocas muito bem.
Yuna levantou-se.
– Onde vais?
– O amo não gosta que eu toque no piano.
– O meu irmão não gosta porque se lembra da minha mãe.
– Tua mãe?
– Sim, ela costumava tocar esse piano. – ele disse baixando o rosto.
– Donghae o que aconteceu á tua mãe? – Yuna perguntou.
– Ela foi morta.
– Lamento.
– Sim eu e o meu irmão vimos tudo.
– Não sabia, deve ter sido doloroso.
– Eu ainda hoje ouço os gritos dela a ser esfaqueada.
– Oh Donghae… – Yuna aproximou-se do moreno e abraçou-o. – Eu lamento imenso.

Hyukjae procurava a sua escrava, chegou á sala e olhou a porta da sala dos instrumentos aberta.
– Aish, quantas vezes lhe tenho de dizer que não gosto que ela entre aqui! – ele reclamou se aproximando da porta e vendo o irmão e ela abraçados.
Hyukjae fechou os punhos de tanta raiva somente de os ver abraçados.
Os dois quebraram o abraço e Donghae segurou o rosto dela nas suas mãos beijando-a.
A respiração de Hyukjae acelerou ao máximo. Afastou-se da porta e subiu até ao escritório destruindo tudo do mesmo.

– Donghae pára alguém pode ver. – ela disse empurrando-o.
– O que é que ele te fez ontem?
– Nada.
– Nada? Ele aproveitou-se de ti novamente, não foi?
– Não Donghae, apenas me beijou nada mais.
– Ok. Então os gemidos que ouvi, foi a minha imaginação?
– Desculpa. – ela pediu desviando o olhar do dele.
– Yuna, o meu irmão faz te mal. Tu não o amas.
– Tu não entendes. – ela disse virando as costas.
– Espero que um dia consiga entender. – ele disse abraçando as costas dela e beijando o rosto dela para depois sair da sala.

Hyukjae destruía o seu escritório, atirando tudo para o chão, desde livros aos papéis e objectos de decoração.
– Hyukjae o que aconteceu?!?! – Leeteuk perguntou agarrando o mais novo.
– Eu vou destrui-la! – ele disse tentando se desprender dos braços do mais velho.
– O que aconteceu?!
– Eu apanhei-a aos beijos com o meu irmão!!
– A Yuna?
– Sim! Eu quero-a morta!
– Calma Hyukjae sshi.
– Calma!!?? Ela merece a morte! Usar o meu irmão?! Quem é que ela pensa que é!?! – ele urgiu virando a sua secretária.
Depois de Donghae sair, Yuna ouviu o barulho e seguiu ao escritório . Quando lá chegou encontrou tudo desorganizado e Hyukjae ofegante.
– Hyukjae sshi o que aconteceu? – ela perguntou inocentemente.
Ao ouvir a voz feminina, Hyukjae rodou os calcanhares e pegou na sua arma apontando a Yuna que gritou apavorada.
– Hyukjae calma!! – Leeteuk gritou olhando o mais novo.
– Tu…Tu!!!Tu enganaste-me!
– O quê?! Eu? – Yuna perguntou sem perceber. – Mas eu não fiz nada.
– Não? – ele sorriu. – Não? Não fizeste nada? – ele perguntou irritado e aproximando-se dela com a arma na mão.
– Hyukjae baixa a arma. – Leeteuk disse.
– Leeteuk sai!
– Hyukjae ouve-me…
– SAI!! – ele gritou sem o olhar.
Inconformado o mais velho abandonou o escritório.
– Hyukjae sshi por favor eu amo-t…
Hyukjae chegou perto dela e atirando a arma para o chão agarrou o pescoço fino dela e atirou-a contra a parede ouvindo um grito da mesma.
– Ah…Hyukjae sshi…
– Aos beijos com o meu irmão?!?! O que pensavas fazer?!
– Nada eu só…
– Tu nada! – ele urgiu dando um pontapé na barriga dela.
– Ah Hyukjae sshi por favor, eu não sei porque o fiz!
– Não? Não sabes? Eu digo-te: Porque és uma galdéria!! Mereces a morte! – ele disse voltando para trás e pegando na arma.
– Hyukjae sshi NÃO! Por favor. – Yuna pediu rastejando até aos pés dele.
– Sabes que mais? A morte para ti é boa demais! Já sei o que vou fazer! – Ele disse levantando-a e empurrando-a até ao seu quarto onde a fechou lá dentro. – Prepara-te porque logo irás sofrer. – ele avisou enquanto fechava a porta ás chaves.
– Hyukjae sshi!!! – ela gritou batendo na porta.

You Are Mine...
My Pretty Slave...


Gostaram? Espero que sim! ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Seg Nov 29, 2010 8:37 pm

oooh este capitulo até foi fofo... Fiquei bue triste com o comentario do eun quando disse que nunca ninguem o amara T-T
MAS TAMBEM NINGUEM PODE AMAR ALGUEM ASSIM!
e ela é outra puta! u.u
Anda ali a mentir a todos e quer todos que eu bem sei! (chama-lhe burra Cool )
Ai que medo! agora é que ela está lixada, vem aí merda da grossa!! >.<
Mais! *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Qua Dez 01, 2010 2:55 pm

Epá, o que é que o Donghae anda a tramar com o Sungmin?
E o Kangin é chefe deles? Omo~~ será que o Hae quer lixar o irmão?
Aww A Yuna foi tão querida para o Eunhyuk... sempre toda preocupada com os ferimentos dele *-*
Até ele ficou fofo... mas que grande reviravolta ~
Mas... a Yuna gosta mesmo dele... aish! Como é que ela se foi apaixonar logo pela pessoa que lhe faz mais mal?
Aquela cena no banho foi... Cool
Ela é tão submissa... até tem de perguntar se pode tapar-se com os cobertores!
Citação :
– Desculpe, só estava preocupada porque como está ferido pensei que ficasse comigo.
Hyukjae sorriu e aproximou-se dela beijando de leve os lábios dela.
– Descansa, não te preocupes. – ele disse beijando agora a testa dela.
Ok, isto ficou super querido *-* Eles aqui pareciam um casal normal *-* E o Eun pareceu um namorado fofo ~~
Citação :
«Ela ama-me? Nunca ninguém me amou…Nem os meus pais…» Hyukjae pensou olhando Yuna.
Aqui fiquei com pena dele *dá abraço de consolo ao Eun* *apanha*
Isto pode explicar o facto dele agora ser assim tão mau...

Aiiii agora é que está tudo lixado! O Eunhyuk viu a Yuna e o Hae abraçados e aos beijos!
Ele ficou tão furioso!
Aish! Ele que se acalme e não faça mal à minha prima *chora*

Nee, fiz aqui um testamento xD

Continua please ~ Agora fiquei preocupada com a Yuna Neutral
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
LaLa
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Qua Dez 01, 2010 4:13 pm

Uhuhuhuh o Sungmin tambem anda a fazer barulho agora è Cool I like it
Opa ate que a cena da Yuna com o Eun teve o seu ponto fofo , deve ter sido o sangue que o Eun perdeu que lhe deu a volta à cabeça

Epa o Eunhyuk apanhou-os , e o Donghae foi logo embora quando era preciso alguem para a defender
Ninguem a mandou andar embrulhada com os dois , mas olha filha já foste
Alta rameira aquilo já deve estar mais aberto que o tunel do marques do Pombal xD

Continua Miya-chan
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MiyaHaru
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 511
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 27
Localização : Porto. Portugal

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Qui Dez 02, 2010 9:39 pm

Ainda bem que gostaram ^^
Thanks <3
Ahahahaha amei LaLa, provavelmente já estará como o tunel do marquês XD


Um monstro nunca muda, será sempre um monstro porque assim foi criado.


Donghae entrou na enorme mansão, depois do encontro secreto com o seu amigo Sungmin.
Entrou calmamente e ouviu o seu irmão o chamar. Ele revirou os olhos para a sala e encontrou o seu hyung sentado no grande sofá da sala assistindo TV.

– Donghae senta-te, temos de conversar. – ele disse desligando a televisão.
– O que aconteceu hyung? - ele perguntou sentando-se no sofá ao lado do seu irmão.
– Eu vi-te a beijar a Yuna. - Hyukjae disse olhando o mais novo.
Donghae engoliu em seco e baixou o rosto. «Raios, não posso deixar que isto estrague a minha missão»
– Ah hyung mianhae…ela andou toda a semana a provocar-me, eu não sou de ferro não é?
– Ela provocou-te? – Hyukjae perguntou sério.
– Sim, antes de ela ser raptada ela já me tinha beijado. Desculpa hyung eu não aguentei.
– Sério? Huh ainda bem que me dizes isso.
– O que vais fazer?
– Ela não gosta de provocar? Então logo vou arranjar amigos para ela poder provocar.
– Como assim Hyukjae?
– Logo verás. Onde foste?
– Dar uma volta, sentia-me arrependido de ter beijado a tua escrava.
– Não tiveste culpa Hae. Ela terá o que merece.
– Espero que sim hyung.
«Desculpa Yuna…» Donghae murmurou para si olhando o sorriso doentio de Hyukjae.

********************************************

Yuna encontrava-se no carro de Hyukjae que tinha um olhar calmo na estrada de terra e escura na sua frente.

– Hyukjae sshi onde vamos? – ela perguntou sentindo medo do caminho estranho por onde ele seguia.
– …
– Hyukjae sshi por favor fala comigo… – ela pediu o olhando o moreno que nem desviou o olhar da estrada, parando o carro em frente a uma espécie de armazém abandonado no meio do nada.
– Sai. – ele ordenou calmo.
– Hyukjae sshi…amo…por favor perdoe-me… – ela pediu tentando pegar na mão dele mas o mesmo afastou-a.
– Sai. – ele ordenou novamente sem a olhar.
– Hyukjae sshi por favor eu imploro…por favor perdoa-me.
Hyukjae suspirou e saiu do carro abrindo a porta do lado dela e puxando-a, levando-a para dentro do armazém abandonado.

– Cheguei. – ele disse fechando a porta do armazém atrás de si.
Yuna avistou 3 homens surgirem na sua frente.
– Aqui está ela, façam o que quiserem com ela. – ele disse empurrando-a para o meio do armazém.
– O quê?! Não! Hyukjae por favor! – ela disse rastejando de novo até ele que a olhou com um olhar intenso.
– O que foi? Não era isso que querias? Homens? – ele gozou.
Yuna deixou lágrimas caírem do seu rosto olhando os homens com um aspecto horrível se aproximarem de si.
– Por favor!! Hyukjae!! Não me deixes aqui! – ela urgiu vendo-o virar costas. – HYUKJAE!!
Os homens aproximaram-se dela e levantaram-na do chão.
– Que bela mercadoria que tu és.
– Por favor! HYUKJAE SSHI!!! – ela urgiu vendo-o fechar a porta.
– Saiu-nos a sorte grande! – um dos nojentos comentou tirando a camisola dela que tentou escapar mas as mão dos dois outros homens a seguravam.
– Larguem-me!! – ela gritou desperada e sentindo o cheiro nojento dos três que eram quase do dobro da idade dela. – Hyukjae sshi!!!

Do lado de fora, Hyukjae estava encostado á parede a fumar, esperando que a sessão terminasse no entanto sentia raiva, aqueles gritos de Yuna lembravam-lhe alguém que outrora fora importante para ele mas que o mesmo nada fez para o demonstrar.

Flashback on:

– Mãe! – uma criança de onze anos gritou.
– Donghae, não podes ir. – disse uma criança de um ano mais velho agarrando o irmão.
– Mas hyung, a mãe está a sofrer!
– Porque traiu o pai, Donghae ela merece. – o menino disse com um rosto sério embora por dentro chorava e gritava ouvindo os gritos da mãe chamando pelo seu pai.
A porta em frente das crianças abriu-se e apareceu o pai sorrindo.
– Meus filhos entrem e observem esta intrusa na nossa família.
– Não! Leva-os daqui!! – a mãe urgiu enquanto era agarrada por dois homens que a maltratavam violentamente.
– Eles têm o direito de ver a mulher que os trouxe ao mundo.
– Pai por favor, deixe a mãe ir… – Donghae pediu olhando a mãe no chão gritando enquanto um homem lhe dava pontapés.
– Ela não é nossa mãe porque trocou a nossa família por outro. Por isso eu não sou filho de uma galdéria como ela. – o mais velho afirmou sério olhando-a que arregalou os olhos e baixou o rosto.
– Muito bem Hyukjae. Donghae o que tens a dizer?
O mais novo engoliu em seco e negou com a cabeça sem saber o que dizer.
– Vá lá meu filho, não me deixes ficar mal. Diz o que queres dizer.
– Eu…eu…perdoo-te mãe… – o menino disse com lágrimas nos olhos.
– Ah Donghae ela não merece o nosso perdão. – Hyukjae continuou sério.
Donghae olhou o irmão com raiva, naquele momento apetecia-lhe destrui-lo, nunca sentira tanta raiva dele e de seu pai como naquele momento.
– Mata-me monstro. – ela pediu para o suposto marido.
– Terminem. – o chefe ordenou aos capangas que pegaram numa faca e esfaquearam a mulher em frente das crianças.
– Mãe! – o mais novo gritou tapando os olhos e ouvindo o gritos da mulher.
No entanto, Hyukjae viu tudo, apesar de interiormente estar destroçado não o demonstrava, queria ser como seu pai, não queria ter sentimentos, queria aguentar tudo, ser forte e mostrar respeito cada vez que se movia. Basicamente queria que as pessoas o temessem.

Flashback off

Hyukjae bateu na parede do lado de fora do armazém ouvindo os gritos dela, os gritos sofridos e desesperados dela. «Ela merece! Ela merece sofrer! Ela tem de sofrer! Ela…ela…ela…»
- AHHHH! – ele gritou soqueando a parede. – O que se passa comigo?!?!
Afastando-se, correu até ao carro entrando nele e afastando-se o mais rápido possível daquele sítio que o perturbava.

– Larguem-me por favor!!! – Yuna gritava sentindo as mãos dos homens em seu corpo frágil e marcado pela mão de Hyukjae.
– O que se passa boneca? Já estás habituada a este tratamento, não? – um deles gozou sentindo o peito dela por baixo do soutien.
– HYUKJAE! PORFAVOR!! – ela gritou, continuando chamando por seu amo pensando que o mesmo estaria lá fora.
– Cala-te! – um deles disse dando um chapo no rosto dela molhado de lágrimas.
– Eu sou o primeiro. – um disse baixando as calças rotas e segurando a anca dela.
– O quê? Não!!!! AMO!! – Yuna gritou pontapeando o homem na sua frente e empurrando os outros dois, tentando fugir. – Hyukjae sshi!
– Onde pensas que vais?! – um dos homens agarrou o tornozelo dela fazendo-a cair de rosto no chão.
– Prende-a! – um deles disse tentando entrar dentro dela que levantou os pés e empurrou-os novamente.
– Cabra! – um deles insultou batendo-lhe novamente no rosto.
– Ahhh! – ela gritou.

PUM!

Um tiro foi ouvido e um dos homens caiu para trás enquanto os outros dois olharam em direcção á porta.

– Polícia! Afastem-se dela! – uma voz conhecia entoou no armazém.

Os outros dois puseram as mãos no ar e Yuna olhou para a porta avistando Donghae com mais três homens atrás dele.
– Donghae!!! – ela gritou, levantando-se desesperada apenas de roupas intimas, e correndo até ao moreno que a abraçou rapidamente.
Os outros três homens aproximaram-se dos violadores e prenderam-nos.
– Henry ele precisa de ir ao hospital. – Donghae avisou um dos três homens. – Ele ainda está vivo. – ele disse olhando o violador atingido no abdómen.
– Estás bem? – ele perguntou olhando-a que assentiu.
– Tu…tu és polícia? – ela perguntou olhando o crachá dele na sua mão.
– Sim. – ele disse guardando o mesmo crachá no bolso do seu casaco.
– Mas o teu irmão…oh meu deus… – ela murmurou olhando-o, percebendo tudo.
– Yuna não podes contar isto a ninguém!
– Tu vais tramar o teu próprio irmão? – ela perguntou afastando-se dele.
– Ele não é meu irmão.
– Ah?
– Alguém que tenta acabar com a minha vida não é meu irmão.
– O quê? Donghae não estou a entender.
– Yuna ouve-me, tu não vais contar isto a ninguém e vais ficar aqui até ele te vir buscar, vai continuar tudo igual, ok?
– Não! Tu és polícia! Tu vais acabar o teu irmão...Tu…
– Tu viste o que ele te fez!?!? – ele urgiu tentando chamar a razão.
Ele tinha razão, Hyukjae foi longe demais. Ela não merecia isto. Portanto ele merecia ir para trás das grades. Ele merecia tudo mal, Yuna teria a sua vingança!
– Posso contar contigo? Ajudas-me a acabar com o Hyukjae? – ele perguntou levantando o rosto dela.
– Donghae eu…
– Donghae sshi! – uma voz foi ouvida do seu intercomunicador.
– Fala agente Lee Donghae. – ele retribui pegando no aparelho.
– Hyukjae está a voltar para trás! – o homem do outro lado da linha avisou.
– Retirem a carrinha da frente do armazém! – ele ordenou voltando a colocar o intercomunicador no bolso detrás das suas calças. – Yuna, ele vem ai, posso contar contigo?
Yuna assentiu e apanhou a sua roupa espalhada pelo chão.
– Obrigado. – Donghae disse beijando o rosto dela e saindo a correr pelas partes de trás do armazém.

Hyukjae voltou a parar o carro á porta do armazém e correu para dentro do mesmo encontrando a morena a vestir as suas roupas.

– Onde estão eles? – ele perguntou olhando em volta.
– Foram embora. – ela respondeu.
– Tão rápido, o que te fizeram?
– Usaram-me como queria que o fizessem. – ela respondeu terminando de vestir as roupas sujas.
Ele aproximou-se dela e levantou o seu rosto ao encontro do dele.
– Não adianta me responderes assim, não me afectas. Tal como já te disse tu és minha para sempre.
Yuna olhou-o sem nenhuma emoção.
– O que foi babe? Já não me amas? – ele gozou acariciando o rosto dela.
– Como posso amar um monstro?
– Diz-me tu. – ele provocou com um sorriso.
– Eu odeio-te. – ela disse com uma expressão intensa.
Hyukjae aproximou-se dela e olhou-a no fundo dos olhos.
– Podes mentir com a tua expressão mas não podes mentir os teus olhos babe. – ele provocou olhando os olhos castanhos dela. – Os teus olhos mostram que me amas.
Yuna desviou o olhar que provocou o sorriso dele.
– Vamos. – ele disse puxando-a para fora do armazém e levando-a de volta ao carro branco.

You Are Mine...
My Pretty Slave...


Gostaram?!
Ya o Donghae é policia!!!
E agora vocês dizem: Yes alguém de bom caracter nesta história!! cheers cheers cheers
XD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LaLa
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 26/06/2010
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Qui Dez 02, 2010 9:55 pm

MiyaHaru escreveu:
E agora vocês dizem: Yes alguém de bom caracter nesta história!! cheers cheers cheers
XD

Por acaso xD

NNÃÃÃÃÃOOOO
O Hyukjae não fez mesmo isso , opa isso foi mesmo nojento e horrivel , mas veio o cavaleiro salvar a donzela e ficou tudo bem
Epa mas tambem não gostei nada da desculpa que o Donghae deu ao irmão por ter beijado a Yuna .
Ohhhhh o flashback foi triste , tadinho do Donghae , vá e do Hyukjae tambem ele è que viu tudo
Humm o Hyukjae tentou matar o Donghae , Evil or Very Mad
Agora è que ele vai ver como è que elas mordem , na volta a Yuna vai ajudar o Hyukjae xD

Continua Miya
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cho MinTae
Moderadora do Blog
avatar

Mensagens : 1128
Data de inscrição : 23/06/2010
Idade : 26
Localização : South Korea

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Qui Dez 02, 2010 10:03 pm

OMO~!! Afinal o Hae é polícia, e agora vão tramar o Eunhyuk! Bem feita u.ú
Eu no início senti tanta raiva dele quando ele disse ao irmão que foi a Yuna que o provocou Mad
AISH! O Eunhyuk é mesmo um porco nojento!
Estava eu toda feliz que ele até foi uma pessoa normal e querido no capítulo anterior e ele agora faz uma merda destas! Como é que ele deixa a Yuna nas mãos daqueles homens?
AHHH! Tadinho do Hae! Eu não acredito que o pai obrigou duas crianças a ver aquilo! Mas o Hyuk até gostou... Aish! Ele não é normal!
Gostei mesmo do facto do Donghae ser polícia! E ir salvar a Yuna *-* Agora já gosto mais dele... e já o desculpo por ter dito aquilo no início XD
Epá, a Yuna que não tenha a brilhante ideia de ainda ajudar o Eunhyuk!! *medo*

More ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://chomintae.tumblr.com/
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Qui Dez 02, 2010 11:10 pm

uuuuh ler isto ao som de mastermind dos beast é entusiasmante Razz
Anyway, adorei a cena do donghae ser policia *-*
realmente, finalmente alguem normal! Apesar do passado horrivel ele consegue ser uma pessoa como deve ser! Nao é como o eun que apesar de querer exactamente o contrario é um fraco por ter seguido o caminho mais facil que foi aquele que o pai lhe moldou u.u
Epa a yuna está a mudar?? tambem,depois de ver a verdade. é preciso ser muita burra para nao abrir os olhos u_ú no entanto ainda esta meio com o sindrome de estocolmo por isso nhaa estou na duvida se isto vai correr bem... na volta ainda morre tudo ou assim, nao sei T-T
mas continua, isto está entusiasmante!!
ps. a cena da mãe foi super marcante e triste. pobres crianças T-T
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
Nayomira
Pro Writer
avatar

Mensagens : 357
Data de inscrição : 06/09/2010
Idade : 28
Localização : Somewhere around..

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Qui Dez 02, 2010 11:17 pm

kim escreveu:
na volta ainda morre tudo ou assim, nao sei T-T

altooo LOOOL! XD amei!
finalmente, alguem normal no meio desta porcaria toda....continua, esta giro!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dbskportugal.forumeiros.com/portal.htm
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Qui Dez 02, 2010 11:25 pm

então não é?? xD eu ja nao sei o que esperar destas fics, a serio! isto é so sofrimento por tudo quanto é sitio xDD não que me esteja a queixar Cool
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
MiyaHaru
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 511
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 27
Localização : Porto. Portugal

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Sex Dez 03, 2010 2:14 am

Lol eu amo escrever estas fics!! Imaginar-los maus XD
Mas por vezes assusta-me quando escrevo algumas cenas!! Por vezes penso que é desumano no entanto eu tento fazer a vida da personagem neste caso a Yuna miseravel sorry...Mas ai é que esta a fonte da historia XD
é a rapariginha ter de sofrer 8D
Mas ela também já esta a terminar, já posso respirar XD
Thanks pelos comentários bue agressivos XD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Sex Dez 03, 2010 3:47 pm

lol pois, as vezes ate me sinto mal por mandar vir tanto mas a ideia da fic é essa, mexer com os nervos dos leitores por isso acho que te agrada que a gente viva isto xDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
MiyaHaru
FanFiction Maniac
avatar

Mensagens : 511
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 27
Localização : Porto. Portugal

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Dom Dez 05, 2010 5:56 pm

Claro que sim! Eu amo os vossos comentários quanto mais melhor XD
Aish eu adoro imaginar o Eunhyukzinho cute e que não faz mal a uma mosca assim badboy Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil
*Recompõe-se*
Continuando a fic está quase a acabar Crying or Very sad


Nos dias seguintes, Yuna e Donghae afastavam-se ao máximo para não levantar qualquer suspeita. Cada vez mais, a morena mostrava raiva de Hyukjae. E quando ela era obrigada a deitar-se com ele não demonstrava qualquer sentimento por ele, apesar de ainda o sentir não o que queria demonstrar.
Numa das noites, Yuna olhava pela janela do seu quarto quando ouviu a porta do seu quarto abrir. Ela virou os calcanhares e quando olhou o seu amo voltou a olhar pela a janela a chuva cair.

– Yuna. – ele chamou mas a mesma ignorou.
Hyukjae sorriu e aproximou-se dela puxando-a para si.
– Estás a ficar insolente, e eu não gosto disso. – ele ameaçou.
– Que pena. – ela provocou.
– Lembra-te de quem eu sou. – ele disse empurrando-a virando costas para sair do quarto.
– Não tenho medo. – ela murmurou. – Tudo que tinha medo, tu fizeste, por isso já não me afectas.
Hyukjae parou e voltou para trás, virou-a para si e sem hesitar Hyukjae levantou a mão esquerda e bateu-lhe no rosto, fazendo-a desequilibrar e segurar-se na beira da janela atrás de si.
Yuna levou a sua mão ao seu rosto olhando-o.
– Acredita que ainda te posso fazer sofrer muito! – ele disse cerrando os dentes.
– O que me vais fazer? – ela perguntou olhando-o.
– Não me testes! – ele disse agarrando o braço dela enquanto a mesma tentou se desprender da mão possessiva dele.
– Larga-me Hyukjae! – ela urgiu empurrando-o.
– Olha-me nos olhos e diz-me que me odeias! – Hyukjae ordenou.
Yuna parou e desviou o olhar do olhar intenso dele.
– Bem me parecia. – ele gozou com um sorriso. – O teu olhar não mente Yuna. – ele disse sorrindo e abandonando o quarto.
Por mais que Yuna tentasse mostrar raiva e ódio, quando ele estava perto outro sentimento forte ocupava parte do seu corpo.
– Eu odeio-me por sentir isto… – ela murmurou esfregando a marca da mão dele no seu rosto. – Eu não aguento mais. Há quase um ano que aqui estou, a sofrer, parece que isto não tem fim, parece que a única saída é a morte… – ela murmurou olhando novamente a chuva cair.
Pela mesma janela ela observou Hyukjae retirar o seu carro e seguir a pequena estrada que daria para as partes da frente da mansão.
– É agora. – ela murmurou abrindo a gaveta da sua mesinha e encontrado uma pequena arma que havia roubado ao seu dono.
Ela pegou na arma e levou-a á cabeça pronta para carregar no gatilho, pronta para terminar com aquele castigo, pronta para a acabar com a sua existência.
Quando a mesma ia pressionar no gatilho foi impedida por alguém que levantou a arma para cima.
– Que pensas que estás a fazer?!?!
– Donghae larga-me! Eu quero desaparecer! – ela urgiu tentando afastar-se dele
Donghae tirou-lhe a arma e rodou-a para si, olhando-a.
– És doida?! Yuna calma isto já está terminar. – ele disse abraçando-a.
– Donghae eu não aguento mais… – ela disse abraçando o rapaz enquanto chorava no seu peito. – Isto só vai terminar com a morte.
– Hey! Não digas isso! Vai correr tudo bem. Eu já tenho mandato para o prender.
– Já? – ela perguntou levantando o rosto.
– Sim.
– Só o vão prender, certo?
Ele assentiu e beijou a testa dela para depois beijar os seus lábios suavemente e carinhosamente, muito diferente de Hyukjae.
– Donghae… – ela murmurou entre o beijo entrelaçando os seus braços em volta do pescoço dele, enquanto ele pegou nela e deitou-a sobre a grande cama branca.
Os dois voltaram-se a envolver num beijo suave. Yuna passou as suas mãos frias por dentro da camisola dele o que fez o mesmo se arrepiar e gemer ao toque delicado dela.
– Yuna...sarangheyo. – ele disse no ouvido dela, depositando o beijo e depois uma mordida na orelha.
Yuna sorriu e mudou as posições ficando ela por cima dele, começou assim a levantar a camisola do moreno e a beijar o corpo definido do mesmo, subindo até ao pescoço, e trabalhando no mesmo.
– Ah… – ele gemeu sentindo uma mão fria envolver o seu membro preso por debaixo das suas calças de ganga e da sua roupa interior.
Ele rodou novamente as posições e posicionou-se sobre ela tentando não pesar sobre o frágil corpo dela.
Yuna olhou com um sorriso e puxou-o para um beijo. Donghae durante o beijo retirou o velho vestido branco dela e beijou o seu corpo tal como ela havia feito com ele.
– Ah Donghae...
Donghae levantou-se só para retirar as suas calças, voltando a deitar-se sobre ela começando uma fricção dos corpos numa dança sensual que os corpos faziam. Envolvendo-se de vez em quando em beijo ou mordidas suaves.
– Yuna eu quero-te… – ele sussurrou ao ouvido dela beijando o pescoço da mesma. – Eu quero-te sentir agora, por favor…
– Sim… – ela disse num gemido tocando no membro dele.
O moreno retirou as últimas peças de roupa dela de uma maneira quase necessitada, guiando o seu membro, já descoberto, á entrada dela que gemeu de ansiosa por acabar com aquele sentimento de fogo que existia debaixo do seu ventre, aquele fogo que iria apagar com a magoa dela.
– Ah Donghae por favor. – ela pediu quando o moreno entrou dentro dela.
Os dois começaram numa dança sensual com Yuna mexendo as suas ancas sensualmente em direcção a ele que a acompanhava mexendo o seu quadril cada vez mais necessitadamente.
– Yuna…eu queria te sentir assim! Eu quero que sejas só minha…
Com estas palavras, o coração de Yuna apertou, lembrando-se do irmão do seu parceiro. Yuna estava magoada, ela não amava Donghae, infelizmente ela queria Hyukjae.
– Donghae… – ela gemeu abraçando o pescoço do moreno que beijou o rosto dela aumentando a velocidade.
«Porque ele está sempre lá?» Yuna perguntou-se sentindo o moreno parar de estucar dentro dela.
– Donghae?
– Em que estás a pensar? – ele perguntou acariciando o rosto dela suavemente.
– Desculpa… – ela disse desviando o rosto.
– Yuna eu amo-te. – ele disse baixando-se sobre ela e beijando o pescoço dela novamente, mas desta vez apaixonadamente.
– Continua… – ela pediu afundando a sua mão no cabelo dele na tentativa de esquecer o seu amo.
Yuna voltou a sentir o moreno mover os seus quadris mais calmamente fazendo-a sentir mais profundamente as estocadas.
Depois de algumas estocadas Donghae sentiu o interior de Yuna envolver e apertar o seu membro desfazendo-se assim dentro dela, o que fez a mesma arquear as suas costas em prazer ao sentir o liquido invadir o seu interior. Donghae desfez-se num rugido e atirou-se na cama ao lado dela, puxando-a para si e envolvendo-a num abraço pelas costas.

Yuna deixou uma lágrima cair ao lembrasse de Hyukjae. «Eu amo-o. PORQUÊ?!?! Ele faz-me mal!!! Porque não consigo amar o Donghae?!?!»
Yuna revirou o corpo para Donghae que a olhava com os olhos semiabertos.
– O que se passa?
– Desculpa.
– Yuna tu não o amas! Ele magoa-te! Ele deixou uns idiotas se aproveitarem de ti!
– Então porque sinto a falta dele?! Porque quero ser dele? – ela perguntou deixando mais lágrimas cair envolvendo-se num abraço de Donghae. – Eu quero sentir isto por ti e não por ele Donghae! Mas não consigo…ajuda-me por favor. – ela pediu no peito dele.
– Porque deixaste que eu me envolvesse contigo? – ele perguntou afastando-se dela.
– Porque tu fazes me sentir bem Donghae…Quando estou contigo eu sinto-me protegida.
– Yuna! Vês! Se não sentisses nada por mim, não sentias isso.
– Mas eu vejo-te como um amigo. - afirmou ela olhando a expressão dele modificar completamente.
– Então porque te envolveste comigo? Por pena?! – ele perguntou erguendo-se da cama.
– Pena? Não! – ela afirmou copiando a sua acção.
– Então porque foi?! – ele perguntou olhando-a.
– ...
– Agora entendo…pensavas que ao estar comigo ias acabar com a tua dor.
– ...
– Eu fui usado, aish já devia estar habituado. – ele disse com um sorriso que escondia o que realmente ele sentia.
– Donghae mianhae… – ela pediu tentando abraça-lo mas o mesmo afastou-se e olhou-a com um olhar que lembrava o seu irmão. – Donghae por favor não fiques chateado comigo, tu és a única pessoa que eu tenho. – ela implorou.
– Chateado? Yuna eu não estou chateado, eu estou magoado. – ele disse vestindo a sua camisola.
– Donghae perdoa-me… – ela pediu novamente aproximando-se do moreno.
– Espero que tenhas apagado a tua dor. – ele disse terminando de se vestir e deixando o quarto, deixando Yuna sozinha que se sentou no chão abraçando o seu próprio corpo.

**************************************
No dia seguinte, Hyukjae entrou no quarto dela e encontrou-a no chão frio.
– Yuna! – ele urgiu vendo a arma ao lado pensando o pior. – Yuna!
Mas quando chegou perto da rapariga a mesma estava coberta com o seu vestido e deitada no chão, talvez desmaiada.
Hyukjae levantou-a e deitou-a na cama.
– Yuna acorda. – ele chamou-a observando a mesma abrir os olhos. – O que aconteceu? – ele perguntou observando-a.
– Nada. – ela respondeu com os olhos semicerrados.
– Estás doente? Sentes alguma dor? – ele perguntou olhando-a enquanto a mesma olhou-o nos olhos.
– Porque te amo?!?! Diz-me?! – ela perguntou repentinamente abrindo completamente os olhos.
Hyukjae arregalou os olhos sem saber o que dizer.
– O facto de eu te amar apetece-me desaparecer!
– O que fizeste? – ele perguntou com um olhar que metia medo.
– Tentei me matar porque não aguento mais isto! Porque odeio o que sinto!
– Estás doida!?
– Sim! Estou farta disto! ODEIO-TE! – ela urgiu no rosto dele.
– Nunca mais te tentes matar! – ele disse segurando o cabelo dela.
– Porque não? Tu estás-me a matar aos bocados! Porque não acabar logo com isto?! – ela urgiu desprendendo o seu cabelo da mão dele.
– Acabou!! Que seja a ultima vez estamos entendidos?!
Ela assentiu e tentou levantar-se, mas foi parada por ele.
– Tenho umas perguntas para te fazer. – ele disse olhando o olhar confuso dela. – O meu irmão tem ido muitas vezes ao meu escritório?
– Acho que não. – ela mentiu.
– Sabes de alguma coisa, que eu deva saber?
– Como assim? – ela tentou disfarçar.
– Vieram-me dar uma informação que eu não gostei. – ele disse levantando-se da cama.
– Informação? Que informação?! – Yuna perguntou levantando-se.
– Porquê tão exaltada? Há algo que eu deva saber?
– Não, eu não sei de nada. – ela disse desviando o olhar.
– O que sabes? – ele perguntou segurando-a.
– Eu nã…
– Diz.
– Eu juro qu…
– Agora!! – ele ordenou agarrando os braços finos dela.
– EU NÃO SEI NADA! – ela urgiu encolhendo-se.
Os dois foram interrompidos pelo o bater da porta.

– Hyukjae sshi o seu irmão saiu. – Kibum avisou abrindo a porta do quarto.
– Ok. – ele disse observando Kibum fechar a porta. – Espero bem que estejas a dizer a verdade. Senão já sabes o que te espera. – disse voltando a olhar para ela.
– Mas o que disseram? – Yuna perguntou.
– Não te diz respeito. – ele disse saindo do quarto enquanto a mesma temia o pior.
«Preciso de avisar o Donghae.»

*******************************************
Longe dalí num enorme prédio no centro de Seul, três homens tinham uma reunião importante, no entanto era suposto ser quatro homens mas um deles faltava. A razão foi apresentada pelo o chefe, Kangin, como o chamavam, um homem forte fisicamente e psicologicamente.

– O quê?! – Donghae explodiu dentro de uma sala secreta pertencente ás forças especiais policiais.
– Sim o Sungmin foi raptado. – o chefe Kangin repetiu.
– Porra! Por quem?
– Tudo indica que foi pelo teu irmão.
– Então ele desconfia de mim?
– Provavelmente. – o chefe notificou. – Agora precisamos de descobrir quem contou.
– Acha que temos um intruso? – perguntou o mais novo agente.
– Não sei Henry, espero bem que não.
– Aish já sei quem contou! – Donghae disse levantando-se da cadeira e saindo da sala.
– Donghae onde vais!?!? – Kangin perguntou, vendo-o sair disparado pela porta.
– Kangin sshi o que fazemos nós? – Henry perguntou ao seu chefe.
– Vai ter com o departamento de desaparecidos para ver se já têm novidades do agente Sungmin.
– Sim Kangin sshi. – o mais novo levantou-se abandonando a sala.
– Aish aquele Donghae é sempre a mesma coisa… – o chefe murmurou olhando a ficha de Sungmin. – Vamos te encontrar Min não te preocupes.

You Are Mine...
My Pretty Slave...


Espero que tenham gostado!!! ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
kim
Moderadora Gráfica
avatar

Mensagens : 737
Data de inscrição : 05/07/2010
Idade : 25
Localização : Coimbra (devia ser seoul -.-)

MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   Dom Dez 05, 2010 9:09 pm

ai coitada, eu até tenho pena dela u.u
não deve ser facil não conseguir perder aquele sentimento
o donghae é a melhor coisa de sempre. tadinho, não a merece mesmo.
Isto fica tão intenso a ouvir a monster deles *o*
o eun até foi fofinho com ela T-T
ai que agora os irmaos vao criar uma guerra! oO
e o donghae acha que foi a yuna? eu tambem achava, o eun podia te-la torturado ou assim oÓ
Aii tadinho do meu sungmin T-T o kangin tao preocupado com o minie, oooh ~ (peço desculpa mas eu adoro este casal xD)
continuaaa *_____*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://twitter.com/kimurapd
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Super Junior] MINE   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Super Junior] MINE
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Super Junior-Quiz
» Reconheça Super Junior
» Minha história com Super Junior, wee
» [Super Junior] Mamacita MV
» [Super Junior] Divulgada informações sobre os ingressos no Brasil

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
FanFictions Wonderland :: FanFictions :: Kpop :: FanFictions Acabadas-
Ir para: